Ilhas do mar

quinta-feira, outubro 13, 2005

Vulcão



Ao redor da lagoa chão de lava
Mas límpida a coluna do pescoço
Os gritos que darás ainda os ouço
Era por ti de noite que eu chamava

E rodavam as ilhas e rodava
o desejo na fome de um só poço
à vista das crateras que alvoroço
na lava desta insónia que as não grava

Antes que o sono venha e me retome
ou que um sono maior me estanda a rede
ouve bem ouve bem o que te digo

É só de água afinal que tenho fome
Só de lava não mais que sinto sede
Que vigília infernal sonhar contigo


( David Mourão Ferreira )